[FP] Anya Johanne Wolf

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Anya Johanne Wolf

Mensagem por Anya Johanne Wolf em Ter Jun 02, 2015 6:58 pm



Anya Johanne Wolf

NOME COMPLETO:
Annette Johanne Maddock Wolf

IDADE:
25 anos

ESPÉCIE:
Mutante.

NACIONALIDADE:
Cardiff, País de Gales.

CODINOME:
Necromante.

GRUPO:
Mercenária





CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:

Anya é descrita de formas diferentes pelas pessoas que a conhecem ou julgam a conhecer, sua verdadeira personalidade é um mistério.

Para a mídia, ela é apenas Annette Maddock Wolf, uma viciada em moda, herdeira de uma grande empresa de Tecnologia, conhecida por sua busca por adrenalina, como escaladas e mergulhos perigosos, e sua paixão fervorosa pelos clubes da cidade. Eles a resumem como uma it girl sem nada na cabeça além de affairs e sapatos novos.

Já seus empregados e sócios a descreveriam como uma mulher com faro para negócios, impassível com traidores, perfeccionista. Alguns iriam mais além e diriam que Anya é um tanto quanto manipuladora. De certo modo, na empresa ela é vista como alguém extremamente inteligente e perspicaz, mesmo que um pouco fútil, não que isso seja um problema contanto que ela continue a fazer os números da empresa continuarem a subir.

Para seus inimigos, que apenas a associam a imagem de Necromante - sua acunha -, ela é uma víbora, alguém que você quer ao seu lado como aliado e não caçando sua cabeça como prêmio. É descrita como uma assassina fria, cruel, vazia...  O inferno teria mais sentimentos que ela.

Em resumo as mulheres lhe odeiam e os homens - ao menos aqueles que não são seus inimigos - a desejam.

Mas atrás de toda essas máscaras, existe Anya,a  amiga de infância de Alexia. Esta, uma assassina assim como ela, sabe que há muito mais sobre a mulher do que as pessoas reconhecem.

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS:

Anya tem o cabelo de longos cabelos ondulados num tom de cobre que chega a sua cintura. Mede em torno de 1,78 m e pesa 70 kg, tendo bastante curvas espalhadas pelo corpo e, apesar da aparência quase frágil que transmite, é mais forte que aparenta, usando o fato de ser bem leve para conseguir maiores impulsos e agilidade.

Tipo Físico: Atlético
Altura:1,78m
Peso: 70 Kg
Cor da Pele: Branco
Cor dos Olhos: Azuis
Cor do Cabelo: Cobre


OBS¹: Tem uma cicatriz na sua cintura do lado direito, indo quase até as costas.
OBS²: Quando usa seus poderes, dependendo, a cor do seu cabelo muda e fica mais comprido. Seus olhos também podem mudar de cores, ficando completamente negros ou vermelhos.


PODER:

Anya é uma feiticeira necromante, possuindo o poder de adivinhar o futuro por meio da evocação dos mortos ou dos espíritos, até pelo controle dos restos mortais que pertenceram a outras pessoas. Pode fazer uso de suas habilidades do para contatar os espíritos dos mortos, estabelecendo contato entre humanos e o além.

Necromancia:
Subdivisões:
Nome: Vultos fantasmagóricos.
Descrição:Consegue ver vultos de pessoas que foram mortas.

Nome: Sensibilidade
Descrição:Consegue sentir os sentimentos das pessoas ou mortos que estão ao seu redor, podendo ser afetadas por ele, como sentir uma grande dor ao capturar um sentimento profundo de tristeza.

Nome: Despertar dos mortos.
Descrição:Ela pode evocar mortos ou espíritos em busca de informações. É comum ela retirar uma parte do corpo de sua vítima para depois conseguir evocá-la por mais tempo e assim interrogar em busca de informações, já que não pode se mentir em espírito.
Tempo de Duração: Dura até Anya perder a concentração, ou ficar muito fraca para manter a evocação.

Nome: Visões do Além
Descrição:Consegue enxergar o futuro da pessoa que toca. Também pode ver o futuro de alguém se tiver um objeto pessoal do mesmo. Perfeito para rastrear seus alvos.
Detalhes: O futuro é subjetivo, pode ser modificado. Não controla perfeitamente

Nome: Necromante
Descrição:Ela pode controlar os restos mortais que pertenceram a outras pessoas, usando-os como soldados.
Tempo de Duração: Dura em torno de duas horas, mas a deixa extremamente fraca e vulnerável após seu uso.

Após a descoberta de sua habilidade Anya se interessou por práticas variadas de magia como arcana, branca, negra e entre outras, adquirindo assim conhecimentos em feitiços como levitação, ilusão, teletransporte, leitura mental e alguns outros.

Feitiçaria:
Subdivisões:
Nome: Controle básico sobre o fogo.
Descrição: Anya tem consegue manipular o fogo em pequena escala, como pequenas esferas de fogo.

Nome: Transformação básica.
Descrição:Ela consegue apenas transformar pequenas partes de seu corpo assim como a cor dos olhos, o formato das mãos, a voz e a cor da pele.

Nome: Chamas Mortais
Descrição: Sua habilidade com chamas aumenta significativamente podendo criar formas complexas, manipulando, com destreza, qualquer chama presente no local.
Detalhe: Se não houver fogo presente, não há o que manipular.

Nome: Teletransporte simples
Descrição: A capacidade de se transportar instantaneamente para qualquer outro lugar. Porém há restrições, como não poder ir de um país par ao outro e levar outra pessoa junto, em compensação gasta bem menos energia.

Nome: Transformação total.
Descrição: Ela pode assumir a aparência de outras pessoas completamente ou animais, mas não dura muito tempo e animais de pequeno porte exigem mais energia.

Nome: Deusa do fogo
Descrição: Anya se torna capaz de criar fogo agitando e aquecendo as moléculas a sua volta.
Detalhe: Se usar por muito tempo, se enfraquece.

Nome: Sombra
Descrição: Ao chegar a esse nível já consegue ir para onde bem entendem e a velocidade dos transportes superam a velocidade da luz. Mesmo estando no auge de seu poder existem algumas restrições, por exemplo, mesmo com esta habilidade não é possível se transportar entre os mundos.

EQUIPAMENTOS:
FRAQUEZAS:

É sensível aos sentimentos a seu redor, podendo ser afetada por eles. Pode ser possuída por espíritos mais fortes se não tiver em plena capacidade de suas forças. O futuro, que consegue ver, pode ser modificado por outras ações, tornando suas visões subjetivas. Ao controlar os corpos de mortos, fica bastante fraca após um período de luta.

Precisa de energia para realizar suas magias, gastando-as conforme o uso do feitiço. Feitiços mais poderosos, a deixam mais fraca logo em seguida.

HISTÓRIA:

A vida ás vezes toma rumos inesperados, abrindo e criando um caminho totalmente diferente daquele que se imaginava inicialmente. Quantos sonhavam com um futuro e se descobriram fazendo coisas totalmente diferentes e tão inesperadas de seus planos iniciais?

Minha vida mudou quando aqueles estranhos homens nós encontraram, quando, junto a vários outros, fui embarcada em um trem. Eu sobrevivi. Diferente de meus pais e de meu irmão, que na época contava apenas com cinco anos, eu sobrevivi àqueles três anos.

Talvez você pense que essa é a história de uma sobrevivente, que meu objetivo é falar sobre o passado, sobre antes... Sobre aquele ano. Não, não tenho interesse em falar sobre o passado.

Minha história começou naquele ano, minha vida mudou naquele dia, mas eu quero lhes contar sobre o agora... Sobre o hoje. Sobre quem me tornei.

Eu deveria ter notado... Percebido que as coisas não seriam mais a mesma quando desembarquei daquele trem e passei por aqueles grandes portões de ferro, mas ingênua e ainda tão menina, eu acreditei que tudo ficaria bem. Que os homens bons viriam nos salvar e então eu veria de novo mama e papa, e sentaríamos em volta da mesa e todos juntos comemoraríamos o natal.

Eu sabia sobre os homens bons, histórias sobre eles eram sussurradas ao cair da noite, como segredos que deveriam ser bem guardados. Eu os imaginava como homens valentes, que cavalgavam os ventos e como furacões destruíam os homens maus. Na minha imaginação, tão ingênua e tola, eu os via como super-heróis. É tão irônico lembrar-me sobre isso agora.

Eu passei aqueles anos desejando um super-herói sem jamais imaginar que eu me voltaria contra o que eles defendiam.  

Sim, está é a história que lhes desejo contar. Não sobre minha vida presa como uma cobaia de teste devido aos meus poderes mutantes, não sobre o ódio que senti presa aquelas instalações, mas no que houve após ser resgatada de lá.

Não gosto de falar sobre meu passado. Não gosto de lembrar-me dos horrores da mesa fria, homens de jalecos brancos e suas agulhas, ou sobre a garotinha que eu fui, mas acredito que se torne necessário explicar os motivos de minha fuga, como escapei e como me tornei o que sou hoje em dia... O que eles fizeram comigo.

Eles queriam uma arma, criaram uma inimiga.

Eu sabia que era diferente, que minha mãe e meu irmão também eramos. Nós eramos mutantes. Não que fosse um problema para meu pai, ou para os demais membros da pequena vila no sul do País de Galês. Meus pais tinham se mudado para aquele local, fugindo de uma organização secreta.

Ainda bem pequena eu descobri meu dom, quando fui capaz de ver o espírito de minha vó, logo após o enterro dela. Não só o dela, mas de vários outros que habitavam aquele cemitério. Eu queria tampar meus olhos, fechar meus ouvidos e não ver, ouvir e sentir nada... Mas se tentar escapar de meus dons era complicado, escapar do que veio a seguir foi ainda mais difícil.

Eu tinha apenas oito ano, e por três anos fiquei trancafiada naquela cela. Eles iniciaram meu treinamento, aperfeiçoaram meu dom, pensavam em como poderiam usar minhas habilidades aos seus propósitos. Até que homens e mulheres usando um uniforme com um X no peito vieram nos resgatar.

Eu fui grata aos meus salvadores, mas não conseguia aceitar suas ideias utópicas de um futuro de paz entre humanos e mutantes, eles falavam de perdão, eu só queria vingança. Convidaram-me para ir a sua escola, eu recusei. Em vez disso mudei-me para Cardiff - cidade do meu nascimento - para viver junto do meu avó, pai do meu pai.

Henry era um homem pragmático, sem visões idealistas, um ex-soldado de guerra. Meu avó terminou de me moldar, deu-me os professores certos para as habilidades que desejava. Aprendi várias formas de combate, fossem com armas brancas ou não, ou lutas corporais. Em segredo eu desenvolvia outras habilidades, em minha sede por ser forte, para que não fosse quebrada novamente, comecei a estudar magia.

Aos quinze anos conheci Alexia, uma mutante, assim como eu, em uma das diversas festas socialites que era obrigada a participar. Naquela época eu já tinha criado meu objetivo, já havia desenvolvido a máscara de garota fútil que deveria apresentar ao mundo, mas aquela garota viu além disso, ela enxergou por trás da minha mentira e, surpresa, descobri que assim como eu, ela também se preparava.

Pouco a pouco eu deixava de ser Annette, esquecia-me de quem era Anya... Eu tornei-me então Necromante.

 




DEBORAH ANN WOLL - 20 - HADY

avatar
Anya Johanne Wolf
Humanos
Humanos

Mensagens : 2
Data de inscrição : 02/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum